maio 20 2018

O mal da masturbação

masturbacao

Você sabia que a masturbação pode estar te impedindo de conquistar as mulheres?

Continue lendo para entender o porquê.

A natureza sexual dos animais

No reino animal, em geral as fêmeas se atraem pelo macho mais poderoso do bando, aquele que exala mais força e energia sexual, geralmente conhecida por feromônios.

No mundo animal, nunca houve e nunca haverá problemas sociais, tipo, um macho não saber como conquistar uma fêmea e copular com ela, tendo filhotes e garantindo a perpetuação da espécie.

Por que, então, o homem atual encontra tanta dificuldade em se aproximar de uma mulher, atraí-la e fazer sexo com ela se este também é um animal, e como tal, já nasce ou deveria nascer com esse instinto básico? Se é algo de sua natureza primitiva, por quê o homem não consegue exercer seu papel de macho conquistador?

A resposta é: porque os homens atuais têm baixos níveis de energia sexual!

É absolutamente natural que um homem saiba aproximar-se de uma mulher, conquistá-la e reproduzir com ela, pois esse instinto nasceu com ele desde os tempos das cavernas.

E também é totalmente antinatural que ele não consiga, nos dias de hoje, sequer aproximar-se de uma mulher pela qual esteja sexualmente atraído. Onde foi parar o seu instinto básico?

Masturbação: a energia que escoa pelo ralo

Quando um homem se masturba com frequência, seu cérebro recebe a mensagem de que seu corpo já está satisfeito sexualmente, e que por hora você não precisa mais de mulheres para copular.

A masturbação, então, diminui seu apetite sexual, te mantém dentro de sua zona de conforto e detona sua sexualidade, já que seu instinto é desviado para a fantasia.

Não bastasse isso, suas taxas de testosterona e os hormônios da atração sexual (feromônios) diminuem bastante, o que podem te deixar cansado, preguiçoso e até de certa maneira deprimido. Isso sem contar a dependência e o vício na pornografia.

Estando sexualmente saciado pela masturbação, você não se sentirá compelido em sair à noite para encontrar uma mulher, mas ficará em casa jogando videogame, bebendo cerveja e se empanturrando de porcarias.

Bombardeio midiático

Muito do que circula pela mídia, seja ela de que tipo for, falada ou escrita, tem como propósito te impulsionar para consumir algo e prover lucro para alguém. E uma boa maneira de se lucrar é explorando os desejos das pessoas.

Desta forma, somos bombardeados 24 horas por dia com coisas que despertam nossas vontades, principalmente sexuais. Fotos, textos, propagandas, embalagens, filmes, programas de TV, em tudo você verá algo que te “atiça” os desejos sexuais.

Especialistas recomendam a masturbação citando seus “benefícios” físicos e psicológicos, só que nenhum fala sobre os riscos à própria masculinidade.

Segundo Alexander Voger em seu livro “Masturbação – O Prazer Maldito”, “jogar dados” ou “tocar violão” no banheiro, além de viciar, também pode produzir espinhas, deixar o homem tetudo e até causar câncer de próstata, contrariando as “indicações” dos especialistas acima citados.

Ele também comenta que muitos casos de depressão por questões amorosas devem-se ao vício masturbatório de um dos parceiros, pois este prefere usar a própria mão e imaginação a ter relações sexuais de verdade, deixando a(o) companheira(o) a ver navios, sem satisfazer-lhe.

Voger continua sua argumentação dizendo que muitos especialistas, empresas hospitalares e a indústria farmacêutica não querem divulgar a verdade sobre a masturbação porque é interessante para eles que seus continuem existindo pessoas deprimidas e dependentes de seus tratamentos que nunca têm fim.

A solução

Dessa forma, ele propõe que o homem deixe para trás todo erotismo e pornografia que puder evitar a fim de melhorar sua vida no geral, mas especialmente com as mulheres.

Voger cita estudos que comprovam que se um homem fica alguns dias sem se masturbar, seus níveis de testosterona sobem até 45% a partir do quarto dia de abstinência.

Como a testosterona tem ligação com os feromônios, consequentemente a atração entre homem e mulher passará a acontecer de forma totalmente natural, como tem de ser.

Napoleon Hill, um dos homens mais inteligentes do mundo dos negócios, citou em seu livro “Pense e Enriqueça”, que o homem de sucesso é aquele que consegue canalizar sua energia sexual para seus projetos de construção de riquezas.

Mudando hábitos

Deixar a bronha de lado irá lhe trazer muitos benefícios, tanto que é comum encontrarmos nas comunidades masculinistas campanhas de “no-fap” (não-masturbação) como meio de aumentar a libido, uma vez que o homem fica mais “instigado” a buscar por uma mulher.

Como todo vício é difícil de ser eliminado, até porque vícios são gostosos, pode ser que você tenha que traçar um plano de metas para livrar-se dele aos poucos.

Comece desligando sua TV e até evitando o PC se necessário. Fique alguns dias em jejum sexual, aumentando o espaço de tempo para uma semana, duas, um mês e assim em diante.

Nesse tempo, procure canalizar todo esse desejo para outras áreas da sua vida, aproveitando-se que a energia sexual é uma das mais poderosas do universo, visto ser uma fonte criadora de outras vidas.

Concentre-se, então, em aumentar seu magnetismo pessoal e observe como as mulheres e as pessoas em geral passarão a te tratar.

Com certeza elas desejarão transar com um macho cheio de energia!






2 comentários

  1. Vem cá cara. Esse site tem alguma ligação com o antigo blogspot reflexões masculinas ou só usa o mesmo nome?

    1. Olá, James!

      O blog antigo foi encerrado e nós compramos o domínio que estava, então, disponível.

      Apesar do foco ser praticamente o mesmo, a relação entre homem e mulher, a abordagem é ligeiramente diferente.

Gostaria de acrescentar algo? Comente abaixo: