out 17 2017

Ela Me Deu Mole e Depois Me Rejeitou

ela-me-deu-mole-e-depois-me-rejeitou

Por que uma mulher nos rejeita depois de nos ter dado mole?

Você avista uma garota interessante, começa a observá-la, ela nota e começa a retribuir.

Você se encoraja e se aproxima para conhecê-la. Ela lhe recebe toda sorridente.

A conversa flui bem, ela está super receptiva e você acha que dá para avançar um pouco mais.

Você tenta então pegar o whatsapp dela ou dar-lhe um beijo, mas ela rejeita.

Se ela já for sua conhecida e você tentou ligar no dia seguinte, ela inventou uma desculpa qualquer para não sair com você.

“O que foi que aconteceu? O que será que eu fiz de errado?” – você se pergunta.

Pois é, qual o homem que nunca passou por algo parecido?

E o pior, para justificar sua cretinice, as mulheres dizem que não estavam dando mole, mas apenas “sendo legais”.

O que raios se passa na cabeça delas?

Alberoni explica

Francesco Alberoni é um sociólogo italiano, famoso por ser um estudioso do sentimento amoroso.

Entre suas obras destacam-se “Enamoramento e Amor”, “Os Diálogos dos Amantes” e “Viagem Pela Alma Humana”, entre outros.

Alberoni foi um pilares nos quais Nessahan Alita embasou suas obras, e frequentemente é citado em seus textos.

No livro “Como Lidar Com Mulheres” (download aqui), Nessahan Alita comenta sobre a “teoria da continuidade” de Alberoni para explicar esse tipo de atitude feminina:

“Como afirma Francesco Alberoni, o erotismo feminino é contínuo e o masculino descontínuo.

Isto significa que gostamos de começar, concluir e reiniciar enquanto nossas queridas manipuladoras querem sempre o contrário: a permanência.

Querem ser permanentemente amadas, desejadas e perseguidas; lutam pela manutenção da permanência e sentem aversão pelo término, pela conclusão.

A indefinição é o meio do qual lançam mão para conseguir a permanência: permanência da paixão masculina, da perseguição, da subserviência dos machos por toda a eternidade.” (Como Lidar com as Mulheres, p.140)

Trocando em miúdos, a autoestima feminina depende da capacidade da mulher em atrair os homens.

É provocando desejos e deixando os homens apaixonados que elas se sentirão bem consigo mesmas.

E quanto mais olhares, cantadas, presentinhos e favores conseguirem, mais “empoderadas” se sentirão!

“Entendi! Talvez eu não tenha agradado o bastante. Então, se ela quer atenção, basta eu enchê-la de agrados, elogios, bombons, etc!”

Nessahan, nos socorra, por misericórdia!

O homem bajulador

Se você já é um estudioso do masculinismo e de sedução, sabe que o comportamento bajulador causa o efeito inverso, as afasta.

Se não sabe, bora baixar e ler alguns livros imediatamente para saber o porquê disso.

“Mas eu não a bajulei, não me fiz de coitado esperando ganhar atenção e mesmo assim ela me rejeitou. O que aconteceu então?”

O que a mulher queria?

A fim de manter sua autoestima elevada, a única coisa que ela queria naquele dia, nobre amigo, era apenas receber sua dose diária de atenção masculina.

Às vezes, a mulher quer apenas flertar por flertar, não para arranjar um namorado ou um ficante.

Ela estava apenas checando se naquele dia ainda estava atraente e sedutora.

Ou seja, era apenas insegurança e necessidade de autoafirmação.

Mulher recebendo sua dose diária de autoestima

Sabendo disso agora, nas próximas vezes em que isso acontecer, não se torture, pois você não fez nada de errado.

Ela é que está apenas checando seu status atrativo para poder se sentir empoderada.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.