set 10 2017

O Modelo Masculino Perfeito

Modleo Masculino Perfeito

Em nossa página de Apresentação, dissemos que o intuito deste blog é promover o progresso pessoal dos leitores nos vários campos em que atuam, mas com grande ênfase na parte de relacionamentos afetivos.

Para sabermos onde estamos e para onde queremos ir, precisamos de um norte, um objetivo a ser alcançado.

Nas linhas abaixo, trouxemos do livro “A Guerra da Paixão” (download aqui) de Nessahan Alita o modelo masculino perfeito.

Neste modelo, a postura e a moral, mais que qualquer outro atributo, são os fatores determinantes para que o homem alcance sua plenitude masculina.

Como seria então essa postura? NA responde:

O modelo ideal masculino

Segundo Nessahan Alita, o homem pleno:

 

  • Fala pouco e de forma acertada (é só um modelo para referência).
  • Usa um tom de voz grave e imperativo.
  • Fala em tom de comando.
  • Não pede permissão para sua companheira: ordena, mas não a obriga a obedecer, deixando a ela o direito da recusa.
  • Não fala sobre si mesmo.

 

  • Não se lamenta.
  • Não confessa suas fraquezas.
  • Não chora em presença da companheira.
  • Não é tagarela.
  • Olha nos olhos repentinamente, de forma fixa e firme.

 

  • Não a observa todo o tempo, apenas de vez em quando.
  • Não fica em cima: quase ignora sua existência.
  • Não discute.
  • Não polemiza: simplesmente informa.
  • É um rei em seu domínio e não um servo.

 

  • Não sente falta, não sente saudade.
  • Não assedia.
  • Não fica olhando para os corpos das outras mulheres, porque não é luxurioso e nem fornicário.
  • Apesar disso, quando finalmente a fêmea o procura para o sexo, mostra sua força em um sexo selvagem avassalador como um furacão.
  • É um terremoto na cama.

 

  • Não lança cantadas: agrada sem esforço.
  • Não grita.
  • Não deixa que os jogos sujos passem em branco: sabe devolvê-los.
  • Não é um palhaço.
  • Não é engraçado.

 

  • Não ri com frequência: apenas sorri levemente de vez em quando.
  • Quando finalmente ri, sua gargalhada parece ter algo de estranho.
  • Toma a dianteira nas situações.
  • Domina a relação para o bem e não para o mal, tratando a mulher como uma menina.
  • Não importuna sua companheira perguntando sua opinião o tempo todo.

 

  • Não se irrita com as provocações: sabe devolver as consequências a quem as lançou.
  • É impenetrável, distante e misterioso.
  • Não proíbe e nem se vinga: devolve as consequências, premiando as sinceras e levando as insinceras que tentam enganá-lo a arcarem com os próprios atos.
  • Não corre atrás das mentiras pois não lhe importa se está sendo enganado ou não.
  • Não se compromete de graça: cobra um alto preço.

 

  • É um prêmio.
  • Se valoriza.
  • Não é afetadamente sensível.
  • Não é delicado.
  • Pode ter muito dinheiro mas o despreza.

 

  • Está acima dos preconceitos sociais.
  • Não é moralista e nem um sujeito “certinho” amigo dos bons costumes.
  • Quando entra em um ambiente, atrai a atenção das mulheres porque as ignora.
  • Não implora para ser amado.
  • Não necessita de carinho passional para ser feliz: despreza-o por saber que é falso e hipócrita, prefere o amor verdadeiro.

 

  • Ajuda.
  • Orienta.
  • Cuida.
  • Protege.
  • Guia.

 

  • Não comete injustiças com a companheira.
  • Mantém a razão ao seu lado.
  • Usa a dureza e a firmeza para o bem e não para o mal.
  • É desconcertante.
  • Surpreende.

 

  • Não é previsível.
  • Não se comove com lágrimas de cebola, ignora lágrimas de crocodilo, se comove apenas com lágrimas reais, que sabe identificar muito bem.
  • Não corre atrás de reclamações caprichosas.
  • Fusiona características opostas.
  • É simultaneamente bom e, em certo sentido “mau”, indiferente e protetor.

 

  • Pune o adultério com ruptura definitiva, inapelável, ou com desprezo.
  • Jamais comete um crime passional.
  • Se for atraiçoado ou enganado, sua simples ausência e desprezo serão suficientes para castigar a traidora que sofrerá por não encontrar outro igual para substituí-lo.
  • É o melhor de todos porque faz o que nenhum faz: trata-a como uma menina, fazendo-a sentir-se criança, pequena, relembrando-lhe a infância, ao invés de endeusá-la, entregando-lhe oferendas no altar.

 

  • Seu coração vale ouro, cobra um alto preço para se comprometer: a fidelidade total, plena e transparente.
  • É um mistério incompreensível.
  • Em suma: é um Homem de verdade.

O que analisar nessa lista de características?

Observe que a postura vem carregada de um alto nível de moralidade. Ao mesmo tempo em que o homem apresenta-se com uma postura firme, também é amável e compreensível com aqueles que o respeitam.

Alita consegue juntar comando sem subjugação e humildade com realeza, entre outros extremos que parecem paradoxais.

Essa tarefa não é fácil, mas é exatamente este equilíbrio de opostos que faz do homem pleno um modelo a ser buscado.

É o que NA diz quando cita que o homem ideal “fusiona características opostas”, ou seja, encontra um meio-termo em tudo.

Lição de casa

Deixo como tarefa para você, leitor, refletir sobre essas características, uma a uma, refletindo em como unir coisas que parecem opostas à primeira vista sem o risco de parar num dos extremos.

É possível ser frio e ser justo ao mesmo tempo? E amar de verdade sem se apegar? Como é possível não desejar vingança ao mesmo tempo em que se devolve consequências?

Reflita e responda com calma, sem pressa. Crie outras perguntas paradoxais. Se preferir, pare de ler agora e vá se ocupar com outras coisas. Melhor ainda se for deitar. Deixe seu subconsciente se encarregar das respostas.

Nos vemos em outros post. Até lá!






9 comentários

Pular para o formulário de comentário

  1. O que acontece quando a mulher segue esses fundamentos?

      • Mauricio on 22/04/2018 at 1:16 pm
      • Responder

      Vira algo escabroso, sem graça, e temível. Mulher agindo como mulher é esplêndido, atraente, é força criativa.

  2. Olá, Leila. Obrigado pelo comentário.

    Respondendo à sua pergunta, tanto o homem quanto a mulher crescem em moralidade seguindo qualquer modelo que pregue honra, respeito, tolerância, humildade e seriedade no trato com o próximo.

    Abraço!

  3. Sobre “Não ser engraçado”, não concordo; É ótimo ter uma pessoa com senso de humor ao seu lado, que te faz rir e sentir se bem.

    1. Particularmente, também não concordo com esse ponto, mas acredito que ele tenha se referido a agir como o bobo da corte.

    2. O engraçadão da turma nunca tem o respeito de ninguém, mulheres querem ele apenas como o bobo da corte. Tanto é que os galãs em filmes e novelas são sempre os mais sérios.

        • fernanda on 29/04/2019 at 8:20 am

        concordo, ter bom humor é outra coisa, traz leveza na relação.

    • Aaron D. on 03/01/2019 at 4:27 pm
    • Responder

    Estou namorando uma mulher estrangeira e agora percebi que estou sendo o oposto desse modelo e estou envergonhado da minha raça, deve ser por isso que estou a perdendo. O que eu faço? Eu era distante e misterioso no começo mas a filha da puta me manipulou e acabei revelando algumas fragilidades.
    Como eu faço pra consertar isto? Me ajudem, meus amigos. Ela anda me negando até sexo.

    1. Amigo, crie uma conta no fórum Brasil Lair que várias pessoas poderão lhe ajudar mais de perto.

Gostaria de acrescentar algo? Comente abaixo: